IV Samhain do Ramo de Carvalho

Em um final de semana quente, mas que prenunciava a chegada do frio (o que aconteceu literalmente), o grupo Ramo de Carvalho se reuniu para a sua  quarta celebração de Samhain, a festividade do final da colheita, da chegada da estação fria e, principalmente, a Noite dos Ancestrais. Como dito, essa foi a quarta vez que o grupo celebrou o Samhain, e podemos dizer que ele definitivamente entrou em uma nova fase; foi o início do nosso quarto ano, um ano que promete mudanças, sejam ventos de tempestade ou agradáveis brisas mornas.  O Samhain sempre foi a cerimônia mais significativa para o Ramo de Carvalho, e dessa vez ela era ainda mais, pois muitos tinham entes queridos que fizeram recentemente a sua passagem para as terras eternas.

Nosso visitante, Brad (nome dado pelas meninas)

Nosso visitante, Brad (nome dado pelas meninas)

O lugar escolhido para o ritual foi uma chácara próxima à cidade de Mairiporã, não muito distante de São Paulo. Esse cão que vos late foi o primeiro a chegar, para abrir as portas e começar os preparativos, além de descansar um pouco. Logo os membros do grupo também chegaram, meus amigos, irmãos, companheiros, alguns de longa data, outros mais recentes, mas todos significativos para nosso clã do Carvalho; Rodrigo, Glauber, Lívia, Juliana, Aline, Celina, Mônica. Dessa vez, a cerimônia foi aberta a quem queria trazer seus parceiros na vida, afinal, não podemos querer retirar preconceitos sobre nossa espiritualidade se não permitirmos que essas pessoas a vivenciem junto conosco; assim, tivemos as agradáveis presenças dos namorados/noivos/esposas de três membros, que mostraram muita simpatia, mente aberta e inteligência.

Crepúsculo

Crepúsculo

Gastamos algum tempo com compras para o banquete, e resolvendo alguns problemas estruturais, mas após todos estarem devidamente alimentados e descansados, iniciamos os preparativos para a noite ritual. Colhemos a lenha para a fogueira, preparamos a comida, e montamos os altares. Para o Samhain, foi preparado um altar para os Ancestrais, separado do outro, pois essa era a sua noite. Com tudo pronto, fomos nos preparar pessoalmente para o rito. Enquanto isso, o nosso último membro, a mais que especial Samantha, chegava trazendo toda a sua empolgação e alegria. Agradecemos ao Rodrigo pela disposição em ir busca-la.

Fogueira

Nossa fogueira sendo acesa

A liturgia utilizada pelo Ramo de Carvalho (que utiliza elementos de diversas vertentes da espiritualidade céltica, mas principalmente do Reconstrucionismo e da ordem druídica norte-americana ADF, adaptados em um todo coerente) foi a utilizada, com algumas variações (pois espiritualidade não é estagnada, e sempre se transforma). A afirmação do objetivo e o centramento foram guiados por mim e, na purificação, tive a ajuda da Juliana, que purificou a todos com o incenso, e da Aline, que fez o mesmo utilizando a água do mar. A abertura do portal contou com a ajuda da Lívia, que fez a oferenda ao Guia das Almas, Manannán. Celina ajudou com a oferenda aos Espíritos da Natureza, e Mônica também o fez com o pedido de trégua aos Forasteiros. Agradecemos ao Pai de Todos, com a ajuda do Rodrigo, pelo final da colheita, e aceitamos os frutos que foram nossa recompensa. No final, para bem ou mal, aceitamos o que foi semeado. Glauber ajudou com o agradecimento à Grande Rainha, pedindo pela trégua do inverno das batalhas, e agradecendo pela passagem dos Ancestrais nessa época tão auspiciosa.

Altar dos Ancestrais, com objetos de nossos entes queridos.

Altar dos Ancestrais, com objetos de nossos entes queridos.

Então, chegou o momento de falarmos aos nossos Ancestrais, e também a todos os nossos entes queridos que partiram desse mundo, mas que estão mais próximos de nós no momento do Samhain, quando o véu entre os mundos se torna mais fino. Cada um de nós acendeu uma vela para seus ancestrais, e teve seu tempo para ter sua comunhão com eles. Alguns ficaram nitidamente emocionados, pessoas que tinham ligações muito fortes com seus ancestrais, como a Samantha, e outros que tinham esses entes queridos ainda no nosso mundo recentemente, como Juliana e eu, mas todos tiveram todo o tempo para expressar o que tinha aos espíritos. Após isso, uma última atividade ao redor da fogueira ainda tinha de ser feita: a renúncia dos últimos frutos; cada um de nós renunciou a um de seus objetivos plantados, mas que não tinham florescido até então. Sacrificando essa última parte da colheita, o último fruto, damos o espaço para o novo entrar em nossas vidas.

Preparação para o ritual

Preparação para o ritual

Partimos, então, para um banquete comunitário. Um prato para os Ancestrais foi preparado, e passamos boa parte da noite conversando. Os mais persistentes (este cão entre eles) ficaram até às quatro da madrugada. Mas no final, todos foram dormir, cada um tendo seus próprios sonhos, mas satisfeitos com o rito realizado. O encerramento formal só se deu no dia seguinte, após nos dedicarmos aos oráculos, tanto pessoais quanto do grupo. Os portentos que o Ogham trouxe ao grupo foram Onn (para a pergunta sobre se as oferendas foram aceitas, e a “roda” indica que sim), Ailm (para a pergunta sobre quais bênçãos os Deuses nos traziam, sugerindo novos entendimentos e novas missões por vir) e Luis (para a pergunta sobre o que mais eles pediam de nós; o significado interpretado é nos dedicar mais, e com mais inspiração, aos ramos deste carvalho que cresce). Após isso, nos voltamos à área ritual, e agradecemos à presença e às bênçãos dos Deuses, bem como a presença de nossos Ancestrais. O portal foi fechado, e o ritual foi dado como encerrado. Partimos, então, de volta à capital paulista, satisfeitos e em comunhão. O ciclo foi fechado, e agora se reinicia. Do caos primordial, agora nasce a ordem. Então, o nosso Carvalho chega ao quarto ano, e provavelmente permanecerá por muito tempo mais. Feliz Samhain a todos!!!

Fim da Fogueira

Fim da Fogueira

Anúncios
Categorias: Uncategorized | 2 Comentários

Navegação de Posts

2 opiniões sobre “IV Samhain do Ramo de Carvalho

  1. bach

    Força e Honra ao Ramo de Carvalho!

    • Força e Honra a todos nós, meu amigo!! Ramo de Carvalho, Caer Ynis, Clareira Coré-Tyba e a todos os que lutam por nossos ideais nessa terra!!
      Obrigado!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: