IV Encontro Brasileiro de Druidismo e Reconstrucionismo Celta

E lá se foi o quarto; lembro-me até hoje quando a ideia do primeiro foi divulgada. No início, alguns tinham dúvidas; no início , alguns duvidaram que pudesse dar certo; eu mesmo não estive no evento (e como me lamento por isso; ah, se o arrependimento permitisse fazer a roda girar ao contrário…), mas ele aconteceu, graças ao trabalho de alguns visionários (presentes neste evento, três vezes louvados sejam seus nomes). E agora chegamos ao quarto; acho que não há mais dúvidas sobre ele e seu objetivo. Cada ano teve sua tônica, cada ano teve seu estilo particular, mas o espírito sempre foi o mesmo: agregar, conhecer, trocar, ensinar, aprender, plantar e deixar florescer. O EBDRC já fincou suas raízes, e os seus ramos crescem mais e mais em direção aos céus.

O evento desse ano foi lindo. Foi emotivo. Foi agregador. Como se os ventos dos encontros anteriores soprassem sussurrando seus segredos, o que havia de forte neles estava presente, ainda que com algumas tristes ausências, tanto de pessoas que gostaríamos de rever, quanto de pessoas que gostaríamos conhecer. Mas o evento também trouxe novos membros à nossa comunidade, que são “novos” apenas no sentido de participar do evento pois já tem raízes fincadas no cenário druídico brasileiro, apenas para abrilhantar o evento. Sua força juntou-se à nossa força, e todos saímos de lá com a sensação de ser o bosque sagrado, cada qual sendo o axis mundi, participando da ligação entre os Três Mundos sagrados. E o público, ah, o público, é tão difícil chamar de “público”, pois o evento é feito por todos, e todos os presentes agregaram sua própria força e energia; fico muito feliz em ver tantos rostos novos, e espero que essas sementes floresçam e embelezem ainda mais a nossa crença no futuro.

No evento deste ano aprendemos como  reconhecer o Sagrado expresso no corpo, como uma representação microcósmica da própria Terra, e a ativar as propriedades dos Três Caldeirões sagrados no corpo; honramos aos ancestrais da Terra; aprendemos com emoção como nos relacionar com o Deus Druida, o Pai de Todos, o cultivador, o guerreiro, o solar, e cantamos em sua honra; dançamos e rodopiamos em honra às terras de origem de nossa tradição (e digo novamente, dançar é algo extremamente libertador e divertido; ainda ouvirão muitas reclamações minhas sobre isso, mas é só em tom de brincadeira mesmo…); aqueles que optaram por sentir o calor do ventre da Terra o sentiram, e aqueles que optaram por interiorizar a caminhada do espírito, puderam fazê-lo; aprendemos a trabalhar nossos sentidos para guiar nossas barcas às Ilhas Abençoadas; aprendemos que o homem nasce da Terra, e seu destino é à Terra retornar para novamente nascer, pois a vida ocorre em ciclos; aprendemos que o Druidismo não ocorre apenas em dia de rituais, ou apenas quando se está em meio às florestas, mas ele deve ocorrer em nossas casas, nossos lares, nossas vidas; aprendemos a criar o talismã da Senhora das Três Chamas, protetora do lar e da família, aprendemos a observar o mundo sutil, aprendemos que o caminho dos Antigos envolvia a luta e o combate; celebramos, entre pessoas e espíritos, e aprendemos como se relacionar com aqueles ao nosso redor, mesmo que não visíveis; aprendemos que não é apenas dos sacerdotes que nossa crença vive, e que todos são necessários para mantê-la forte.

O Druidismo sempre foi múltiplo, sempre foi mutante, sempre foi adaptável; e assim ele é no Brasil. E dessa forma ele vai crescer, enquanto houver pessoas dispostas a trabalhar umas com as outras, independente das diferenças em suas linhas de pensamento. Como o Druida do meu grupo costuma dizer, “uma floresta não é formada por um só tipo de árvores”; esse ensinamento é verdadeiro, e o exemplo é o próprio evento, que cresce a cada ano, englobando mais árvores diferentes ao nosso bosque. Que os velhos tempos de conflito e críticas fiquem para trás, não mais como uma pedra no meio do nosso caminho, e que essa pedra seja coberta pelo musgo das eras e o pó do esquecimento. Para aqueles que olham para frente, nos vemos ano que vem em Recife!!!

Anúncios
Categorias: Eventos | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: